Notícias

O que aprendemos com o aniversário de 93 anos de Divaldo Pereira Franco?

05 de Janeiro de 2020 às 15h05

Nascido em 5 de maio de 1927 em Feira de Santana - Bahia, Divaldo Pereira Franco é professor, médium e orador espírita. Com mais de 50 anos de trabalho mediúnico é um dos maiores divulgadores da doutrina dos espíritos.

Apresentando desde jovem faculdades mediúnicas, destacou-se com a psicografia, e escreveu diversas mensagens com orientação de seus benfeitores, entre eles Joanna de Angelis, que mais tarde veio se revelar como sua orientadora espiritual, que selecionou algumas de suas mensagens para seu primeiro livro junto a Divaldo, intitulado Messe de Amor. Com isso iniciou-se a grande produção editorial que soma em torno de 250 títulos escritos sob sua pena, mas com a orientação de diversos colaboradores do plano espiritual como Joanna de Angelis, Bezerra de Menezes, Victor Hugo, Tagore, e Manoel Philomeno de Miranda. Tais livros foram traduzidos para mais de 15 idiomas com a venda de aproximadamente 80 milhões de exemplares. Os recursos oriundos destas publicações na forma de direitos autorais são destinados para a manutenção da Mansão do Caminho e de outras instituições.

A Mansão do Caminho surge em 1952 por Divaldo e seu amigo Nilson de Souza Pereira como uma parte das atividades do Centro Espírita Caminho da Redenção. Encontra-se na cidade de Salvador, hoje no bairro de Pau da Lima, um dos bairros mais carentes da cidade. Fornece ajuda diariamente para cerca de seis mil pessoas e são mais de três mil assistidos. As atividades contam com pré-escola, Escola de níveis fundamental e médio, cursos profissionalizantes, centro de parto humanizado, acompanhamento e assistência médica e odontológico.

Além das atividades doutrinárias, a Mansão do Caminho tem como traço a assistência infanto-juvenil. Desde o seu surgimento em 1952 no bairro da calçada, a instituição promove o auxílio, sendo que muitos foram adotados por Divaldo e Nilson. O ímpeto de cuidado e paternal de Divaldo pode ser observado pela sua inclinação à atividade de ensino, uma vez que Divaldo trabalhou como professor antes de ser servidor público.

É comum em datas natalícias como a de hoje, rememorarmos, os feitos, sobretudo os da vida adulta, o que também é válido. Porém, Divaldo, entre outras pessoas, também foi criança e aprendeu: O amor ao próximo, a certeza da imortalidade, os ensinamentos dos espíritos. Foi através das primeiras letras no educandário da vida, através das lições dos espíritos que Divaldo despertou para sua missão. E pensemos: quantas pessoas Divaldo ajudou? Dessas ajudadas por ele, quantas vezes mais esses gestos de auxílio e amor se repetiram?

É pensando no homem de amanhã, que começamos a reforma no mundo de hoje. É fácil pensar no Divaldo de hoje, completando 93 anos com tudo isto feito. Ou ainda no Divaldo com 26 anos, abrindo a Mansão do Caminho. Mas o Divaldo de 1935, com 8 anos, foi a base para o homem que viria depois. É através da educação dos pequenos e jovens, assim como Divaldo colabora, que mudaremos e tornaremos um mundo ainda melhor nesse processo de transição do Orbe Terrestre.

O filme Divaldo: O Mensageiro da Paz que estreou em 2019, aborda entre outros pontos a construção do Divaldo-homem que completa aniversário nesta data. O filme está disponível em diversas plataformas digitais e parte dos recursos de locação e compra também são destinados a Mansão do Caminho.

Que possamos como exemplo de Divaldo, ser parte na construção desse mundo novo que se avizinha. O amor ao próximo e a caridade exercidas são as ferramentas. É bem provável que o auxílio prestado ao irmão que necessita, seria um “presente” que deixaria o nosso Divaldo bem contente.

Parabéns Divaldo. Obrigado por nos ajudar a crescer e nos entender melhor.


Em comemoração aos 93 anos, Divaldo Franco lança o livro 'Vidas Vazias'. Assista a live: