Blogs e Colunas

Sexualidade na visão espírita

07 de Janeiro de 2019 às 20h10

Felipe Teixeira Espírita Ambientalista

ver todas as postagens »

Segundo o dicionário da Língua Portuguesa sexualidade é o conjunto de caracteres determinadas pelo sexo de um indivíduo, que ainda segundo o dicionário, é a conformação física que vai diferenciar certos indivíduos de uma mesma espécie.



Para a Doutrina dos Espíritos, o sexo é tão natural que no Livro dos Espíritos, capítulo IV, os Espíritos falam de uma lei divina e moral chamada de lei da reprodução que diz que todos os seres vivos devem e\ou podem se reproduzir afim de gerar descedentes férteis e assim dar  continuidade á espécie biologicamente falando e ao ciclo da reencarnação  espiritualmente falando.


Na questão 200 do L.E., diz que os Espíritos não possuem sexo, não como o entendemos. E para complementar essa afirmação, na resposta da pergunta seguinte diz-se que os Espíritos podem reencarnar tanto como mulheres e quanto como homens.


E além disso temos a frase do grande guia espiritual da Terra chamado Jesus que diz que devemos amar ao próximo como amamos a nós mesmos.


Concluindo apartir disso tudo, tanto relações afetivas e sexuais homoafetivas e heteroafetivas, quanto relações afetivas monogâmicas e poligâmicas, são legítimas para Deus se ocorrer com consentimento, amor e sem abusos e obsessões. Toda forma de amor é justa.