Blogs e Colunas

Paz em Voz

30 de Janeiro de 2020 às 10h20

Antonio Carlos Tarquínio

ver todas as postagens »

“Paz em vós” disse o Mestre certa vez, como a afirmar que a paz não está no que acontece, mas sempre em nosso universo interior.

A “Paz em nós” é como uma luz interna que pode ser simples toco de vela ou pequenina candeia interior que nós próprios mantemos acesa diante das dificuldades, perante as sombras do caminho.

A “Paz em nós” tem de ser cultivada qual um campo. É preciso arrotear a terra do coração e cuidar das sementes plantadas, vigiando para que as tempestades dos acontecimentos menos felizes não destruam a semeadura de paz que nos habita o núcleo do ser.

Todas as lições da paz ensinam o cultivo da Tolerância, da Compreensão, da Sabedoria, e a vigilância da semeada interna, para que sejam gerados os frutos correspondentes.

Assim como não se colhem laranjas das bananeiras, ninguém que semeie inquietação mundo adentro de si, estará em condições de usufruir de uma paz que não cultivou em si próprio.

Quem visa à paz tem de lidar com a inquietação que se nos chega à estrada da vida através das más notícias e especulações de toda ordem, daí impor-se a necessidade de lavar constantemente a alma na oração diária, a fim de alimpar os pensamentos de angústias geradas na ansiedade diante do futuro incerto, depositando toda confiança na Sabedoria da vida, sem desprezar as medidas de prevenção de males que se nos pedem observemos.

Tarquínio