21/12/2018 às 09h10

4 hábitos que estragam o descanso e como combatê-los

A mente é Maravilhosa

Pode ser que, muitas vezes, você se sinta fatigado, cansado ou quase sem ânimo. O estresse, as obrigações, as mudanças de prazo e até mesmo os imprevistos que podem ocorrer roubam parte do seu tempo, sobretudo se você não dormiu bem. Por essa razão, identificar os hábitos que estragam o descanso é fundamental se você deseja ter mais energia, cumprir com seus objetivos e, é claro, ter um momento de relaxamento.

Em geral, uma mente descansada fica menos dispersa, mais concentrada e mais propensa a alcançar um equilíbrio interno. Entre outras coisas, para que isso seja possível, é necessário que você tente se desconectar quando se deitar. Por vezes, isso pode ser um pouco complicado. Assim que você fecha os olhos, milhares de pensamentos começam a aparecer e o impedem de dormir bem.

Um estudo realizado pela Universidade Politécnica de Marche (Itália) destaca os perigos da falta de sono para o cérebro. Seus resultados confirmam que não dormir um mínimo adequado de horas pode afetar o cérebro de maneira permanente. Além disso, também afirma que a privação crônica do sono pode fazer com que o cérebro consuma a si mesmo, o que aumenta o risco de desenvolver transtornos neurológicos.

Por isso, a seguir, vamos mostrar 4 hábitos que estragam o descanso. Quando você conseguir se livrar deles, poderá voltar a desfrutar de um sono reparador e aproveitar aquela sensação de relaxamento tão necessária.

Hábitos que estragam o descanso
1. Estilo de vida sedentário

Um dos hábitos que estragam o descanso é o sedentarismo. A falta de atividade física evita que o corpo gaste energia, e isso costuma interferir nos padrões de sono.

Além disso, o exercício é particularmente importante para o equilíbrio dos ciclos de descanso, já que estimula a liberação de substâncias como a serotonina e a melatonina.

Por isso, recomendamos praticar pelo menos meia hora de exercícios por dia. Além disso, se você faz treinos intensos, é importante fazê-lo entre 3 e 4 horas antes de se deitar. Dessa maneira, o corpo terá tempo para reequilibrar sua atividade interna e o exercício não vai interferir no seu sono.

2. Aparelhos eletrônicos
Atualmente, a maioria de nós passa grande parte do dia utilizando aparelhos eletrônicos. Olhar as notificações, navegar na Internet, checar as diferentes redes sociais… Esses hábitos ocupam grande parte do nosso tempo, inclusive nos momentos antes de ir para a cama.

Essa hiperconectividade nos impede de aproveitar o momento. Além disso, vários estudos sugerem que a luz azul emitida pelos aparelhos eletrônicos interfere na capacidade de dormir bem. Por essa razão, não se recomenda seu uso antes de dormir.

No entanto, se você quiser fazer algo antes de ir para a cama, recomendamos substituir os aparelhos eletrônicos por um livro uma ou duas horas antes de se deitar. Essa é uma opção que vai favorecer significativamente o seu descanso.

3. Estresse
Todos nós temos uma certa quantidade de estresse acumulado. Seja por responsabilidades profissionais, problemas familiares, dificuldades financeiras, ou até mesmo por inconvenientes cotidianos, como simples congestionamentos de trânsito. A questão é que temos muita dificuldade para relaxar e desconectar.

No entanto, segundo alguns psicólogos, uma quantidade normal de estresse é saudável tanto para o nosso corpo quanto para a nossa mente. O sentimento de tensão causa a liberação de norepinefrina, um neurotransmissor que melhora o humor e a memória.

No entanto, quando o estresse é constante, o nível de cortisol permanece alto e o cérebro pode sofrer as consequências. Na verdade, um dos primeiros aspectos que costuma ser afetado é o descanso. Por isso, se você acha que seus níveis de estresse estão te impedindo de dormir, tente reduzi-lo na medida do possível. Técnicas de relaxamento, ioga ou meditação podem ajudar.

4. Ficar muito ocupado
O último dos hábitos que estragam o seu descanso é a realização excessiva de muitas tarefas. É possível que, sem estar consciente disso, você seja viciado em estar ocupado. Naturalmente, isso repercute no seu descanso. Tenha em mente que se você estiver fazendo malabarismos para conciliar sua vida pessoal e profissional, cedo ou tarde isso afetará a sua rotina de sono.

Por isso, é importante analisar as tarefas que você realiza normalmente. Quais são necessárias e quais são supérfluas? Se você acha que precisa de mais horas de sono, concentre-se naquelas que realmente exigem a sua atenção.

Por outro lado, se você estiver esgotado, não conseguirá descansar corretamente nem relaxar. Portanto, se você deseja aproveitar suas horas de descanso, precisa começar a reduzir sua carga de trabalho. Se for possível, recomendamos delegar suas responsabilidades a outras pessoas.

Assim, se a falta de sono for um problema no seu dia a dia, tente eliminar os hábitos que estragam o descanso. Descarte os que não lhe servem e busque métodos próprios. Recarregar as energias do corpo vai melhorar a sua qualidade de vida de uma forma inimaginável.