13/07/2018 às 08h45

Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo Segundo o Espiritismo

uol Facebook Compartilhar
Caio Blat posa com o filho, Antonio, nos bastidores do filme "Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo Segundo o Espiritismo'

Caio Blat contracenou com seu filho mais velho, Antonio, de 15 anos, em um filme ainda inédito: "Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo Segundo o Espiritismo".

Em fotos tiradas no fim de maio, os dois aparecem juntos e caracterizados nos bastidores da produção, um docudrama espírita cuja estreia está prevista para o segundo semestre. Ele marcará a estreia do adolescente na atuação. 

Também participa do filme a atriz Ana Ariel, ex-mulher de Caio e mãe de Antonio.

Ana e Caio foram casados por três anos, entre 2001 e 2004. Após a separação, o ator teve pouco contato com o filho, com quem voltou a falar em março deste ano. Na ocasião, Blat publicou uma foto ao lado de Antonio e escreveu: "Um cara muito especial tá de volta na minha vida, para minha maior alegria! E acaba de completar 15 anos! Parabéns, Antonio, filhote e amigo. Deus te proteja sempre!"



Reprodução/Instagram
Ana Ariel, atriz e ex-mulher de Caio Blat, nos bastidores do filme "Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo Segundo o Espiritismo' Imagem: Reprodução/Instagram


O Filme

"Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo" é um filme espirita que retrata a história de Saulo, o perseguidor de Cristo que, encontrando o Mestre no caminho, se entrega totalmente a Jesus, dedicando o resto da sua vida e das suas forças a divulgar a Boa Nova de Cristo. Será através do Convertido de Damasco que o mundo irá testemunhar a fé ativa do amor em Jesus.

As filmagens estão em fase de finalização e, segundo o autor André Marouço, o filme é um "docudrama que se baseia integralmente nas obras "Atos dos Apóstolos" e nas "Epístolas de Paulo" para a composição do roteiro do filme". Acrescenta ainda que "para buscarmos a fidelidade com a história e os personagens, quem assina a curadoria do filme é o Professor Doutor em Ciências da Religião pela Universidade da Paraíba, Dr Severino Celestino".

A estreia do filme está prevista para o segundo semestre de 2018.