21/05/2018 às 08h40

Marco Lima defende autoconhecimento como instrumento de conquista da felicidade e paz interior

parlamentopb Facebook Compartilhar

“Quantos tormentos não seriam evitados se nos conhecêssemos melhor?”. Essa é uma das perguntas feitas pelo colunista Marco Lima, presidente da Federação Espírita Paraibana e que escreveu para o ParlamentoPB neste domingo (20) sobre o autoconhecimento e como ele pode ajudar o ser humano a enfrentar tormentas.

“Grande parte das angústias experimentadas por nós tem a ver com a nossa atitude mental diante da vida e das dificuldades pelas quais atravessamos”, diz Marco Lima. Ele sugere a troca de atitudes mentais negativas por atitudes positivas para a melhoria da qualidade de vida.

“Impossível mudar a colheita, quando plantamos as mesmas sementes”, cita ele, em importante trecho sobre qual mudança se quer para a vida e o que o ser humano está buscando para isso.

“O tempo é de autoencontro, de autodescobrimento, precisamos dá o primeiro passo dessa longa viagem interior, que no final nos surpreenderá de riquezas duradouras. O autoencontro é o caminho seguro para a conquista da felicidade interior”, explica ele.

Veja o texto na coluna de Marco Lima