07/01/2018 às 21h40

Ator completa um ano em cartaz encenando espetáculos com temática espírita

O GLOBO Facebook Compartilhar

RIO — Ao ser convidado, em 1997, para assistir a “Além da vida”, a primeira peça espírita montada no Brasil, o ator Rogério Fabiano ficou tão encantado com o que viu que decidiu pesquisar mais sobre o tema. Não demorou muito para abraçar a doutrina. O que ele não poderia imaginar é que, anos depois, seria o protagonista de uma série de espetáculos espíritas de sucesso. Desde janeiro do ano passado, Rogério Fabiano levou aos palcos “Allan Kardec — Um olhar para a eternidade”, “O cândido Chico Xavier” e “O encontro espiritual de León Denis e Joanna de Ângelis”, alternando temporadas no Teatro Vanucci, no Shopping da Gávea.

— Acredito que o sucesso se deve ao fato de as pessoas estarem precisando encontrar alguma fé para se sentirem amparadas nos dias de hoje — diz o ator, que tem 53 anos, 40 de carreira e mais de cem peças no currículo.

Só Allan Kardec, o francês que codificou o espiritismo, Rogério Fabiano interpreta há seis anos. Já foram mais de mil apresentações. Ele conta que é comum as pessoas o procurarem ao final dos espetáculos para tirarem dúvidas e contar como a peça foi determinante naquele momento de suas vidas.

— Alguns me veem como se eu fosse o próprio Allan Kardec. Mas deixo claro que não tenho a pretensão de ser doutrinário. Sou um ator interpretando um papel — frisa Fabiano.

Ele acredita que, em um ano de exibições, um público fiel, seguidor da doutrina, se formou. Embora, entre a plateia, haja também os que sentem curiosidade de conhecer mais sobre as personalidades vinculadas ao espiritismo. Além, é claro, dos apaixonados por teatro.

— É importante frisar que, independentemente da religião, as peças são biografias de grandes homens e mulheres. Todos os fatos mostrados são verdadeiros e impactantes, com experiências fortíssimas que trazem uma nova esperança de amor para a vida das pessoas — diz Fabiano.

A programação de peças estreladas pelo ator será retomada na próxima semana novamente no Teatro Vanucci. “O encontro espiritual de Léon Dennis e Joanna de Ângelis”, com texto e direção de Paulo Afonso de Lima, fica em cartaz da próxima terça-feira até 23 de março. Pode ser vista terças, às 21h30m, e quartas, às 18h. Na produção, Fabiano divide o palco com a atriz Érica Collares.

— É emocionante viver o Léon aos 20 anos, depois aos 60, aos 70 anos e, finalmente, cego. É uma experiência ímpar para o ator — diz.

Já “Allan Kardec — Um olhar para a eternidade”, com direção de Ana Rosa, será encenada a partir da próxima quarta-feira. Ficará em cartaz até 29 de março, às quartas (21h30m) e quintas (18h).

Mas Rogério Fabiano não para por aí. Com um único dia de folga na semana, ele já está trabalhando em um quarto projeto: “O livro dos espíritos — A saga de Allan Kardec”, com texto de Tiago Santiago e previsão de estreia em maio.

— Quando temos o prazer de fazer o que gostamos o trabalho é sempre recompensador — afirma.