@espiritaon #divulgandoobem
15/10/2016 às 14h30

Filme “Deixe-me Viver” estreia nos cinemas

Por Rafael Ribeiro/CETE com Juliana Chagas/Jornal Nova Era e Blog Letraespirita.com Facebook Compartilhar

O filme descreve de forma clara e objetiva o tormento que passa um abortado e as consequências desastrosas para os que praticam o aborto, seja na qualidade de pacientes, indutores, executantes e/ou equipes participantes deste ato.

O livro que originou o filme foi ditado pelo espírito Luiz Sérgio, psicografado pela médium Irene Pacheco Machado, com o objetivo espiritual de amenizar a violência do aborto contra os espíritos que precisam de um corpo carnal.

O longa-metragem foi produzido com muita dificuldade. O diretor do filme Clóvis Vieira afirma que vendeu suas pinturas, usou sua aposentadoria, obteve ajuda financeira dos filhos e dos amigos, vendeu cotas, fez empréstimos e associou-se a duas produtoras juntamente com os atores.

“Como cineasta e espírita, sempre quis fazer filmes baseados nos livros espíritas que trazem uma revelação maravilhosa, consolo e respostas para nossas dúvidas existenciais. Acredito que todos merecem chegar às telas. O livro Deixe-me Viver de Luiz Sérgio, psicografado por Irene Pacheco Machado me impressionou muito e considerei que aquelas informações deveriam ser divulgadas também pelo cinema que possui muita força de comunicação. Com certeza, a espiritualidade me direcionou para esse filme. São milhões de espíritos que são impedidos de reencarnar, e o sofrimento de todos os envolvidos é enorme. É um dos temas dos mais importantes e, talvez o mais importante. Não temos o direito de colocar obstáculos ao Plano Divino”, declara Vieira.

De acordo com o cineasta, o ator que fará o papel de Luiz Sérgio, Bernardo Dugin, tem a personalidade muito parecida. Sério, focado e com bom humor. Encontrou-o no youtube, onde os atores postam "videobooks" com seus trabalhos. Sabrina Petraglia também foi encontrada pelo youtube. Seu trabalho foi analisado na novela do SBT - Uma Rosa com Amor -, e o diretor percebeu que ela era uma atriz fantástica de grande potencial. Sabrina interpreta Dra. Kelly, mentora de Luiz Sérgio no livro e no filme. Atualmente, a atriz está fazendo enorme sucesso no papel de Shirlei em Haja Coração, novela da Rede Globo.

No elenco têm Indiara Silveira como Rebeca, uma moça envolvida com a decisão de abortar ou não. Ela contracena com o próprio marido Francer Leite. Além destes, o filme traz o ator e dublador Fernando Peron que também é escritor, pesquisador e radialista espírita como Aloisio, mentor e orientador de Luiz Sérgio. Renata Sayuri como Irmã Rosália, um espírito que cuida da Colônia dos Rejeitados. Edson Montenegro, cantor e ator, atualmente na novela Cúmplices de Um Resgate no papel de padre Lutero, vêm como Frei Quirino em Deixe-me Viver. Thomaz Costa que atuou em Carrossel e Patrulha Salvadora como Gustavo, um espírito que fora abortado.

Atores profissionais conhecidos como Daliléia Ayala e Regina Bittar, esta última conhecida como a "voz do google" fizeram participações especiais e deixaram sua marca de ótimas atrizes. Excelentes atores como Rocco Pitanga e Mario Cardoso completam o elenco, dentre outros que ainda são desconhecidos e prometem grandes carreiras.

O filme a princípio estreou no último dia 13 de Outubro, quinta-feira, nos cinemas da rede Cinépolis. Confira a lista das cidades no site da rede: http://www.cinepolis.com.br/

Prestigie “Deixe-me Viver”! Sua presença na primeira semana contribui para que o filme fique por mais tempo em cartaz e ajuda na contratação de cinemas em outras cidades.

Os centros espíritas e as federações também podem colaborar enviando um ofício ao cinema da sua cidade, solicitando a exibição do filme. Maiores informações podem ser conseguidas através do e-mail: galileoclovis@hotmail.com ou no facebook na fan page Deixe-me Viver de Luiz Sérgio.

Quem é o espírito Luiz Sérgio?


Luiz Sérgio, que residiu em Brasília, é um jovem feliz e carismático. Estudante de engenharia desencarnou aos 23 anos no ano de 1973, decorrido de um acidente de automóvel.

Em pouco tempo após a sua desencarnação, começa a comunicar-se pela mediunidade de sua prima Alayde de Assunção e Silva, a fim de narrar as suas primeiras experiências extracorpóreas aos seus familiares que se transformaram nos seus três primeiros livros: O Mundo Que Eu Encontrei (1976), Novas Mensagens (1978) e Intercâmbio (1981).

Após estes primeiros livros, o espírito Luiz Sérgio recebeu a oportunidade de relatar suas experiências no plano espiritual que são encontradas em outros livros como:

• Na Esperança de uma Nova Vida;

• Mãos Estendidas;

• Deixe-me viver, entre outros, psicografados pela médium Irene Pacheco Machado.

Assista ao trailer: https://www.youtube.com/embed/igH8GMGXaXQ