07/10/2019 às 14h55

Festival reuniu artistas de diversas modalidades e localidades

Público sobe ao palco e se mistura com os artistas ao final do evento

A beleza e o encanto subliminar da arte em suas mais diversas expressões inundaram as dependências do Teatro Municipal Severino Cabral, no último final de semana, dias 05 e 06, através do 22º Festival de Arte e Cultura Espírita, o FACE. Foram dois dias de uma intensa vivência da arte a serviço da cultura de paz e da difusão da mensagem consoladora e evangelizadora propagada pela Doutrina Espírita. O Festival foi encerrado na noite do domingo, 6, com o show de celebração dos 25 anos de carreira do Grupo Acorde, num clima de confraternização e fraternidade que envolveu a todos os artistas e o público presente na ocasião, embalados por muitas das canções que marcaram época no Movimento Espírita Paraibano.

Com uma nova roupagem e elevado nível de qualidade técnica, a 22ª edição do FACE contou com a participação de 50 artistas divididos em 20 grupos, os quais se revezaram no palco do Teatro Municipal entre as mais diversas modalidades artístico-culturais: música, dança, arte cênica, poesia e ballet. Além destes, o evento apresentou ainda trabalhos nas áreas das artes plásticas por meio do vernissage “Maria, mãe de Jesus”, cujas obras foram produzidas por crianças e adolescentes dos departamentos de evangelização de diversas casas espíritas locais, e imagens fotográficas e apresentação de curta-metragens produzidos pela comunidade espírita local e de outros estados do país.

Além da difusão da mensagem de paz e de amor advindo do evangelho do Cristo e de destacar o potencial infinito da arte enquanto instrumento de elevação espiritual e de integração humana, o FACE desenvolveu ações de cunho social e de fomentação à inclusão social de pessoas deficientes. Em parceria com o Instituto Professor Joaquim Amorim Neto de Desenvolvimento, Fomento e Assistência a Pesquisa Científica e Extensão, o IPESQ, o vento arrecadou mais de 200 quilos de gêneros alimentícios que serão destinados às famílias carentes assistidas pela entidade que presta serviço voluntário à dezenas de famílias de crianças com microcefalia. “Ficamos muito felizes com essa parceria que nós só temos a agradecer e que nos faz ver a importância da união em torno de ideias que nos tornam mais humanos e cristãos de verdade”, destacou o diretor administrativo do Ipesq, Romero Moreira de Araújo que levou várias mães acompanhadas de seus filhos para assistirem a peça “O Príncipe Feliz”.

Os alimentos foram arrecadados através de doações de pessoas que foram até ao FACE para prestigiar a peça da Cia do Rosário, um espetáculo realizado na tarde do sábado e que emocionou a plateia através de uma edificante história de amor ao próximo e conquista da real felicidade que todas as pessoas tanto buscam alcançar. Dentre as atrações que impactaram o público estava o grupo de dança: “Superando Limites”, de João Pessoa. Formado por pessoas com deficiências, algumas delas cadeirantes, o grupo realizou um emocionante espetáculo que comoveu o público presente ao demonstrar que a arte é uma das formas de se ultrapassar os limites humanos.

Além destes, vários outros artistas espíritas se apresentaram na 22ª edição do FACE que também inovou ao abrir espaço para artistas convidados e que se apresentam no cenário cultural local, a exemplo do cantor Tan que na ocasião apresentou um repertório ecumênico com canções românticas e de que falam de fé. Dando continuidade a uma tradição, o festival também abriu espaço para a apresentação de vários grupos musicais e de outras modalidades artísticas de Campina Grande e região que estão iniciando a carreira e aproveitaram a ocasião para apresentar o seu talento ao público presente.

O FACE mobilizou mais de 40 trabalhadores voluntários, os quais se revezaram nas mais diversas ações de promoção e preparação do evento que, segundo a coordenadora geral, Carolina Medeiros, alcançou as expectativas almejadas e já se prepara para alçar voos ainda mais altos. “Podemos dizer que o FACE alcançou os objetivos ao valer-se da arte espírita para promover ambientes de celebração da mensagem do Cristo, abraçando a todo aquele que se sensibiliza e se predispõe a viver momentos que trazem temas como o amor e a cultura de paz”, declarou Carolina ao dizer que mesmo pertencendo ao Movimento Espírita, o FACE é um espaço ecumênico e que chega a sua fase de maturidade ao se valer da mensagem cristã enquanto uma mensagem de caráter universal. “Muito mais que um evento, o FACE é um movimento pela arte espírita e pela celebração da mensagem universal do Cristo. Todos aguardem pois muita coisa boa vem por aí em 2020”, concluiu.

O FACE é promovido pela Associação Municipal de Espiritismo e é um dos mais antigos eventos artístico-culturais do Movimento Espírita Brasileiro e o mais antigo da Paraíba. O evento foi transmitido pela internet para todo o país e mundo, através da TV CETE,  a TV Chico Xavier e a FEBtv, três dos principais parceiros da iniciativa em nome da arte elevada.