09/05/2019 às 13h15

Filme Sobre Kardec Abre Temporada Espírita Nos Cinemas

Clube Meu Livro Espírita

O filme “Kardec”, com estreia em 16 de maio, dá largada à segunda onda de produções nacionais ficcionais sobre o universo espírita. Dirigido por Wagner de Assis, responsável por “Nosso Lar” (2010), o longa protagonizado por Leonardo Medeiros, na pele do criador do kardecismo, puxa um cardápio de títulos que terá ainda o mineiro Zé Arigó e o guia espiritual Emmanuel.

“Acho que essa temática é tão vasta, universal e potente com boas histórias que, de alguma forma, pode e deve estar em diversos produtos culturais audiovisuais”, registra Assis, curioso em ver como o público reagirá, após um “ciclo muito virtuoso” de comédias, a outros gêneros. Com “Nosso Lar”, filme mais visto da primeira onda, ele arrebanhou mais de quatro milhões de espectadores.

O cineasta espera que o filme tenha a sua importância no mercado de cinema como um todo, não sendo visto apenas por aqueles que já conhecem previamente o personagem título. “Foi para isso que contamos essa história. É uma jornada de transformação pessoal, um drama que traz à tona grandes questões humanas como quem somos, de onde viemos, para onde vamos”.

A ideia de vida após a morte atrai qualquer pessoa, de acordo com Assis. Neste sentido, é o que aproxima “Nosso Lar” do novo trabalho. “Quem não gostaria de saber o que aconteceu antes de nascermos? O que é a vida espiritual? O que é o livre arbítrio? Em que momento começa a vida?”, instiga o realizador.

Um dos autores assistentes da novela “Espelho da Vida”, da Rede Globo, cujo último capítulo foi ao no início do mês, ele destaca que “o professor Rivail fez essas e mais de mil outras perguntas e obteve respostas esclarecedoras, surpreendentes, cheias de filosofia, carregadas de ética e moral”. Assim como o caso de André Luiz, “as suas descobertas são universais”.

Fenômenos

Rivail – Hippolyte Léon Denizard Rivail – é o nome verdadeiro de Kardec, educador e tradutor nascido em Lyon, em 1804, pioneiro nas pesquisas científicas sobre fenômenos paranormais. Com o pseudônimo, publicou várias obras sobre a doutrina, entre elas “O Livro dos Espíritos”, lançada em 1857 e considerado marco da fundação do espiritismo.

Baseado em livro de Marcelo Souto Maior, “Kardec” tem várias cenas filmadas na França. “A decisão de filmar em Paris foi muito ousada. Mas o resultado é esplêndido para o filme. Claro que toda a reconstituição de época e os figurinos absolutamente lindos são as bases que complementam uma produção de padrão internacional”, registra Assis.

O interesse por contar histórias com a temática espírita tem origem na formação jornalística. “Adoro contar histórias, conhecer sobre o humano em todas as suas circunstâncias. Ao conhecer cada vez mais essas histórias que existem dentro dessa temática espírita/espiritualista, me apaixonei por muitas e acho que são extremamente cinematográficas”, explica o diretor, que já roteirizou quatro filmes com a apresentadora Xuxa.

Continuação de ‘Nosso Lar’ é uma das próximas produções a ganhar as telas

A investida de Wagner de Assis no segmento espírita não ficará restrita a “Nosso Lar” e “Kardec”. O diretor, que já havia lançado também “A Menina Índigo” (2016), prepara uma série de filmes, atualmente em diferentes estágios de produção. O mais próximo de ganhar as telas é “Nosso Lar 2 – Os Mensageiros”, com o mesmo personagem do primeiro longa, André Luiz, guia espiritual do médium mineiro Chico Xavier.

“O primeiro mostrou a história de um homem que descobre que está vivo depois de morrer. Ele aprende que suas ações quando em vida interferiram diretamente na sua vida espiritual. Conhece um ambiente doloroso, de sombras, de dores. Mas é resgatado para uma cidade espiritual. E a relação com os que ficaram é parte de seu drama. Ele volta para ver que a vida continuou”, adianta Assis.