13/02/2019 às 09h55

Engenheiro desenvolve luva que converte linguagem de sinais em voz

Jovem queniano teve como inspiração uma sobrinha de seis anos que tinha dificuldade de se comunicar com familiares e amigos

O engenheiro elétrico Roy Allela, 25 anos, criou uma luva que consegue converter a linguagem de sinais em som e assim facilitar a comunicação. A motivação do jovem queniano foi uma prima de 6 anos que tinha dificuldade em se comunicar com as pessoas que não dominavam a linguagem de sinais.

A luva chamada de Sign-IO tem uma série de sensores que conseguem relacionar a posição dos dedos da mão com as letras do alfabeto da linguagem de sinais. A informação do sinal feito com os dedos é transmitida via bluetooth para um aplicativo de celular, também desenvolvido por Allela, e então o som correspondente é reproduzido

As luvas conseguem converter o sinal feito com a mão em voz com até 93% de precisão e ainda em uma velocidade que não atrapalha a comunicação. Nos testes realizados em uma escola no Quênia, os usuários ficaram satisfeitos a rapidez do programa em identificar um sinal e converter em áudio.

A a Sign-IO também permite que o usuário selecione diferentes idiomas e escolher se o áudio será executado por uma voz feminina ou masculina. O inventor acredita que as luvas podem ser vestidas como um acessório do cotidiano. Os usuários podem inclusive escolher estampas diferentes. As crianças podem até optar por desenhos inspirados em personagens famosos

O cientista aposta que o produto irá ajudar as pessoas que dependam da linguagem de sinais tanto durante a formação nas escolas quanto na carreira profissional. Com o projeto da Sing-IO, Allela foi premiado pela American Society of Mechanical Engineers, em Nova York. As luvas também ficaram em segundo lugar no prêmio da Royal Academy of Engineering Leaders em Innovation Fellowship, em Londres.