30/03/2016 às 12h35

O Mundo Invisível - COSMOLOGIA, SISTEMA RITUAL E NOÇÃO DE PESSOA NO ESPIRITISMO

Cavalcanti, Maria Laura Viveiros de Castro

Facebook Compartilhar

O primeiro capítulo procura demarcar o objeto da pesquisa em vários planos. Discuto inicialmente a questão dos limites do Espiritismo como um sistema próprio a partir da literatura existente sobre o assunto, formulando nesse contexto minha opção de pesquisa. Apresento o trabalho de campo e o universo social pesquisado. Examino algumas características e conceitos básicos do Espiritismo, bem como a interpretação que indicando sua complexidade e situando os grupos pesquisados em seu interior. O segundo capítulo define a perspectiva teórica e metodológica adotada e analisa os princípios centrais da cosmologia espírita. O terceiro capítulo procede a uma breve etnografia do centro espírita pesquisado. Inicia também a discussão do sistema ritual espírita, através do exame da classificação dos agentes rituais no centro e de três categorias com os quais os espíritas distinguem as diferentes sessões que realizam: a mediunidade, o estudo e a caridade. O quarto capítulo detém-se na análise da mediunidade. Sua proposta é ver a experiência da mediunidade e do transe no Espiritismo a partir da concepção da pessoa nessa religião. Discuto parte da literatura antropológica que aborda o transe e a possessão. Examino a seguir as concepções da mediunidade como dom e exercício, a comunicação espiritual e a comunicação espírita. As conclusões retomam a questão da relação entre Espiritismo e Umbanda e a representação espírita da pessoa.

Baixar Arquivo em Anexo