Blogs

Manoel O. Guimarães Jr

Manoel O. Guimarães Jr. nasceu em Recife/PE. Graduado em História e Mestre em Ciência da Informação, é escritor, expositor, palestrante e trabalhador espírita. Faz parte do Centro Espírita Jesus Luz e Esperança localizado no município de Paulista/PE.

‹ VEJA TODOS OS POSTS
01/07/2018 às 18h15

O silêncio

Facebook Compartilhar

O silêncio não é apenas a ausência de barulho. É muito mais que isso! É uma filosofia de vida, um estilo de comportamento, um modo sensato e prudente de encarar certas situações difíceis e constrangedoras que o dia a dia nos oferece.

Infelizmente, muitas pessoas acham que silenciar é sinal de fraqueza, uma demonstração clara de falta de argumentos. Sabemos perfeitamente que em certos momentos é necessário falar alto, se impor, gritar etc. Evidentemente, calar-se nestas ocasiões seria uma péssima atitude. Todavia, o silêncio verdadeiro e ideal é muito mais profundo.

É aquele que dá uma bela resposta perante uma situação difícil sem a gente pronunciar uma palavra sequer.

É aquele que reprime nossos impulsos negativos como a irritação, a agressividade e a violência para que não nos arrependemos depois.

É aquele que analisa as palavras que serão proferidas para não magoar e nem ferir ninguém.

É aquele que nos mantém serenos, tranqüilos e em paz conosco mesmo.

Percebemos assim o quanto é importante silenciar em certos momentos da vida. Além de ser um alívio para a audição, é uma oportunidade para que a gente se volte para o nosso íntimo, revigore-se espiritualmente. É incrível, mas existem pessoas que se amedrontam com o silêncio, alegando que o mesmo as perturbam. Talvez seja pelo fato do silêncio permitir que a gente escute certas verdades, algumas até difíceis de aceitar: a voz da nossa própria consciência.