Blogs

Juventude Espírita Léon Denis

Somos a Juventude Espírita Léon Denis (@jeldenoficial), fazemos parte do Grupo Espírita Samaritano, que fica em Aracaju-SE. Temos o objetivo de propagar a doutrina de uma forma leve e consoladora, mostrando que o jovem espírita tem capacidade, potencial e vontade, o jovem espírita não é o futuro, é o presente!

‹ VEJA TODOS OS POSTS
15/01/2019 às 12h05

Caridade

Facebook Compartilhar

Pelo conceito do bom e velho Aurélio, a Caridade é um sentimento ou uma ação altruísta de ajuda a alguém sem a espera de qualquer recompensa. Mas, na realidade, a caridade vai além do sentimento ou de uma ação, ela transcende o ser e toca a alma.

Para nós espíritas a caridade é a ferramenta fundamental da evolução espiritual. Mas por quê? Bem, a caridade para ser alcançada em sua plenitude demanda de algumas (várias haha) virtudes. Ou seja, ela exige muito mais que sua “boa vontade”, exige compaixão, benevolência, perdão, altruísmo e, acima de todos, o amor. Daí é de onde vem a famosa frase de Allan Kardec: “Fora da caridade não há salvação”, justamente que é pelo exercício da mesma que nos elevamos e nos fazemos espíritos melhores.

Devemos estar muito bem preparados e dispostos ao exercício da caridade, uma vez que ela esmaga nosso maior inimigo: o egoísmo e o orgulho. Para isso, a caridade deve ser frequentemente praticada, a fim de por em voga os ensinamentos do Cristo e renegar a parte negativa de nosso íntimo. Além disso, praticando a caridade estamos cumprindo a segundo mandamento que Jesus deixou aqui na Terra: amar ao próximo como a si mesmo. Devemos, então, fazer ao outro todo o bem que desejaríamos que nos fosse feito.

É de suma importância ressaltar como podemos praticar a caridade. Nesse prisma, a resposta da pergunta 886 do Livro dos Espíritos é extremamente autoexplicativa, onde os espíritos dizem que o verdadeiro sentido da caridade é a “[...] benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições alheias, perdão das ofensas.” Isto é, a caridade pode ser exercitada em diversas situações, elas vão desde um simples “Bom Dia!” até o perdão e a compaixão para com o inimigo. Desse modo, as atitudes podem ser inúmeras, mas a essência de amor ao próximo permanece e reluz em cada uma delas.

Portanto, fechamos com uma frase de Emmanuel: “A caridade é o processo de somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus”. A caridade é a porta estreita do amor, do bom caráter, da esperança e da misericórdia. Ela é a força geradora do bem! Em suma, a caridade neste mundo é a janela iluminada em meio a um quarto escuro, podemos desfrutar da sua luz desde que não estejamos mais cegos pela escuridão.

                                                                                                                                          Brendha Motta, @jeldenoficial.