Poemas & Poesias

Aderaldo Ferreira

Aderaldo Ferreira da Costa nasceu em Campina Grande / PB em 31-08-1958. A busca por respostas que os segmentos religiosos não conseguiam responder satisfatoriamente o levou ao espiritismo e ao estudo dessa doutrina consoladora. Hoje, depois de tantas respostas obtidas, reconhece não está preparado para todas elas. Ainda criança, uma pergunta dentre muitas, às vezes vinha à mente: “Se não fosse filho do meu pai e da minha mãe, tenho certeza que seria outra pessoa; mas quem eu seria? Temos um longo caminho a percorrer antes de muitas respostas, mas, certamente nesse caminho haveremos de exercitar as leis imutáveis de Deus a exemplo da lei do progresso, do trabalho, do amor.” Na atividade profissional é hoje economiário aposentado e arquiteto, considerando-se aprendiz das artes plásticas e da fotografia, aventurando-se ainda, expressar sentimentos que lhe dizem respeito ou não, através da poesia. “Agradeço dessa forma a oportunidade de expor aqui algumas delas.”

‹ VEJA TODOS OS POSTS
17/07/2016 às 00h10

Transição

Facebook Compartilhar

A maldade já não tem como viver
O ócio foi vítima do seu cansaço
A inveja já não tem razão de ser
A malícia caiu em seu próprio laço

As estrelas brilhando lá nas alturas
E o sol do novo dia vai nascer
A essência contida nas escrituras
A vontade de viver pra renascer

E a terra assim como aquela rosa
Tão grande, pequenina e preciosa
Em transição que hoje podemos ver

E na casa do meu Pai, moradas tantas
Mais sutis, mais felizes e mais santas
A terra também haverá de ser.